...

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Quem eu deixei de ser pra ser quem sou...?

“... não quero acreditar que vou gastar desse modo a vida
olhar pro sol, só ver janela e cortina...” (Nando Reis)


Sabe o que pode ser? A proximidade de mais um aniversário. Bate a sensação de que mais um ano passou e tantas coisas deixaram de ser feitas.


Ou não.


Mas, ainda, a sensação. Aquela chata de quem sonhou fazer a diferença no mundo e hoje acorda, a pulso, para bater o ponto.


Aquela... de quem deixei de ser pra ser quem sou.


E sigo apenas “sendo”, sem saber bem o propósito, nem enxergar nada de singular, especial ou mesmo significativo nessa minha vã existência.


Um dia, quem sabe descubro...


Nota:


- Ainda bem que as músicas ainda existem... e ainda conseguem dizer aquilo que sentimos, mesmo quando nos faltam palavras. Linda canção de Nando Reis, na voz de Ana Cañas.


Luz Antiga (Nando Reis)

By: Ana Cañas

“Eu só queria que você cuidasse
Um pouco mais de mim como eu cuido de você
Cuidar é simplesmente olhar
Pro mundo que você não vê
Pra medir o amor não existe cálculo
Um mais um pode não ser dois
Futuro é linda paisagem
Desejo que não é sonho é mera ilusão

Se não sabe
Se afaste
De mim
Se ainda cabe
Me abrace
Enfim

Só ligue se tiver vontade
Só venha se quiser me ver
Mentir é pura vaidade
De quem precisa se esconder

Se não sabe
Se afaste
De mim
Se ainda cabe
Me abrace
Enfim

Será que eu vejo apenas o que você não vê?
Eu não entendo como você não pode perceber
Que eu não sei mais
Eu não sei mais, eu não sei mais
Eu não sei mais, eu não sei mais
Eu não sei

O sangue é o rio que irriga a carne
E a alma é a terra de um morro
É luz antiga o fim da tarde
Essa saudade sem socorro

Se não sabe
Se afaste
De mim
Mas antes que seja tarde
Nos salve
Do fim”

***



Um comentário:

Ricardo Jorge Peres disse...

Parabéns amanhã... à meia noite, quando o mundo inevitávelmente chegar ao dia 27 de maio.
Estaremos cronologicamente mais velhos, mas teimosamente mais novos, mais conversadores, menos conformados, menos indiferentes, mais emotivos, menos licensiosos com pequenas e imensas injustiças... Amando cada vez mais em silêncio e quando dá na telha, anunciando nosso amor... Porque queremos que saibam: NÓS AMAMOS!
Amigos, familiares e todos que compreendem nossa forma geminiana de amar!
Parabéns!
Conhecí seu blog, roubando sua figura do dia 27 de maio de 2008!
Espero que sendo "advogata", não queira me processar!
Deus te abençõe!