...

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Show me a smile then...


Tenho pensado muito em dias passados. Às vezes tenho lampejos de cenas antigas. Sem querer, me pego sentada na mesa de trabalho de minha mãe. Ainda posso escutar Legião tocando num radinho velho e enxergar o forte São Marcelo, reluzindo, ao longe, sob a luz do sol se pondo na antiga repartição em que ela trabalhava. E esse é só um momento. Tantos outros simplesmente reaparecem. E deixam aquele nó na garganta. Aquele gosto esquisito.

Prender-se ao passado não é coisa boa. Sentir saudade faz parte. Mas e quando a gente fica na dúvida se gostaria de ainda fazer parte dele?

Uma coisa eu não tenho dúvida: existem coisas do meu presente que não trocaria NUNCA. Não abriria mão de ser casada, por exemplo. Encontrar meu marido foi a melhor coisa que me aconteceu na fase adulta. Disso eu não abriria mão de forma alguma!

Mas quem sabe receber de volta o "aval da irresponsabilidade'? Ganhar o direito de não se preocupar com o mundo. Não se preocupar com o meu mundo. A maturidade traz consigo deveres amargos, tarefas insípidas e necessárias, correria, cansaço, e o afastamento de tudo aquilo que não é, de alguma forma, concreto. Como os sonhos, por exemplo.

E eu fui, definitivamente, criada para sonhar. Sonhar que eu poderia ser quem eu quisesse ser. Que eu poderia fazer a diferença no mundo. E que tudo sempre pode dá certo.

O choque com a realidade mata, dia-a-dia, a criança esperançosa que tenho em mim. Por isso os lampejos do passado são tão queridos e, ao mesmo tempo, doloridos.

E o que se fazer? Não há resposta. Não há solução.

Aparentemente, devo continuar vivendo. Quem sabe, em algum momento, a vida mostra suas verdadeiras cores novamente, com um arco-íris completo. Eu ainda acredito nisso.

True colors
(By Cyndi Lauper)

“You with the sad eyes
Don't be discouraged
Oh I realize
It's hard to take courage
In a world full of people
You can lose sight of it all
And the darkness inside you
Can make you feel so small


But I see your true colors
Shining through
I see your true colors
And that's why I love you
So don't be afraid to let them show
Your true colors
True colors are beautiful,
Like a rainbow


Show me a smile then,
Don't be unhappy, can't remember
When I last saw you laughing
If this world makes you crazy
And you've taken all you can bear
You call me up
 Because you know I'll be there


And I see your true colors
Shining through
I see your true colors
And that's why I love you
So don't be afraid to let them show
Your true colors
True colors are beautiful,
Like a rainbow


I can't remember
When I last saw you laughing
If this world makes you crazy
And you've taken all you can bear
You call me up
Because you know I'll be there


And I see your true colors
Shining through
I see your true colors
And that's why I love you
So don't be afraid to let them show
Your true colors, true colors
True colors are shining through
I see your true colors
And that's why I love you
So don't be afraid to let them show
Your true colors
True colors are beautiful,
Like a rainbow”


***

Um comentário:

Ramon Prates disse...

Olha, esse blog ainda está vivo.
Seria esse texto algo como uma crise dos 30 chegando? (risos)
Mas a reflexão é interessante.